segunda-feira, 11 de abril de 2011

As características da vida do jovem atual

As características da vida do jovem atual

A constante evolução da sociedade no mundo contemporâneo é uma das grandes responsáveis pelas diferenciações atribuídas através das atitudes, valores, pensamentos, ideais e modismos às distintas gerações. Aqueles que hoje formam a classe dos adultos passaram durante a sua juventude por outras circunstâncias e por diferentes movimentos em relação aos anseios e conceitos atuais, o que gera alguns preconceitos e alguns jargões muito utilizados como: “a juventude está perdida”, “esses jovens não têm respeito” ou “quando eu tinha a sua idade não fazia isso ou aquilo”. As juventudes que compunham as últimas décadas foram marcadas por diversos acontecimentos que cooperaram para que neste novo milênio, o jovem viva em um mundo globalizado, em uma era de tecnologia e informática e apresente as características da vida do jovem atual. Nas décadas de sessenta e setenta, viveu-se a rigidez da ditadura militar e, através da música, do teatro, por fim, das artes, grupos de jovens iam contra tal regime. De outro lado, existiam os alienados aos movimentos “rebeldes”. Nos anos oitenta, o movimento das “Diretas Já” fora defendido pela juventude. Na década de noventa, o conhecido movimento “cara pintada” representa uma mobilização por parte dos jovens.Atualmente, ao pretender relacionar o jovem a uma palavra, certamente esta seria “Liberdade”, pois se estabelecendo uma comparação entre esta geração e as anteriores – devido às conquistas por parte dessas mais antigas – somada com as características do mundo pós-moderno, as facilidades apresentadas e as regras seguidas tornam a juventude mais livre ao fornecerem melhores e mais amplos acessos e ao derrubarem barreiras antes existentes, como geográficas e relacionas a comunicação. Contudo, a idéia que a juventude é o futuro do Brasil e do mundo retrata a mais pura verdade. As características da vida do jovem atual, como a ousadia, a coragem, a criatividade, a modernidade e o preparo, se valendo, novamente, das experiências e das descobertas das gerações passadas, constituirão um futuro cada vez melhor. Porém, para isso, surge uma segunda palavra que deve ser também relacionada ao jovem atual: “Oportunidade”; talvez mais importante do que a primeira que representa algo já conquistado, esta, por sua vez, representa uma luta dos jovens atuais que precisam de oportunidades para que toda a sua potencialidade seja desenvolvida e colocada a serviço de sua vida e de seus semelhantes. Concordando com essa necessidade, o Deputado Federal e Democrata Nilmar Ruiz, do Tocantins, em um discurso a favor de políticas públicas e intervenções sociais voltadas para os jovens, afirmou que: “oportunidade para os jovens é garantia de um mundo melhor. Oportunidade à saúde, à educação que realmente o forme para as exigências do mundo atual, oportunidade de emprego, de viver e atuar dignamente na sociedade”. Em síntese, a vida do jovem atual é marcada não apenas por realizações, escolhas, deveres e obrigações, liberdade ou libertinagem, mentalidade adaptada e influências tecnológicas ou pelo meio em que se vive, mas também por lutas contemporâneas e ideais. O jovem de hoje não é alienado aos fatores que interferem na sociedade como política, economia e cultura, ao contrário, ele se envolve com os movimentos políticos e sociais, com as buscas pela inserção no mercado de trabalho e por conquistas de maiores espaços e representações. Portanto, a juventude não está perdida, a vida do jovem atual é muito ativa e sua reflexão mais íntima diz respeito à preocupação de fazer o presente e, ao mesmo tempo, planejar o futuro.

Tales Victor Calegari

Um comentário: